quinta-feira, 16 de maio de 2019

FORMULAS : RESISTÊNCIA ELÉTRICAS

Resistência Elétrica


Resistência Elétrica (R ou r) é a capacidade de um condutor se opor e dificultar a passagem da corrente elétrica. Isto é conseguido através de resistores que transformam a energia elétrica em energia térmica.

Fórmula

A resistência elétrica é medida em ohms (Ω). Seu cálculo é feito através da seguinte fórmula, que corresponde à primeira Lei de Ohm:
Resistência Elétrica
o mesmo que
Resistência Elétrica
R = resistência elétrica
U = diferença de potencial (ddp)
I = intensidade da corrente elétrica

Primeira Lei de Ohm

A primeira lei de ohm diz que um condutor mantido a uma temperatura constante terá uma intensidade elétrica (I) proporcional à diferença de potencial (U).
Disto resulta a resistência elétrica também constante (R), ou seja, a corrente elétrica é proporcional à diferença de potencial que está sendo aplicada.
Se a diferença de potencial elétrico (ddp) - o mesmo que voltagem - for baixa, a tendência é que a corrente elétrica seja baixa também. Se a ddp for alta, a corrente elétrica provavelmente será alta.

E a Resistividade?

Resistência e Resistividade são coisas diferentes. A resistência está associada ao corpo, enquanto a resistividade, por sua vez, se relaciona com o material de que é feito esse corpo.
Um fio de metal é um corpo (fio) feito do material cobre (metal).

Segunda Lei de Ohm

O físico alemão Georg Ohm encontrou a segunda lei de ohm. Segundo essa lei, a resistência elétrica e a resistividade variam conforme o comprimento e a largura, e também conforme o material dos condutores. Sua fórmula é:
Resistência Elétrica
R = resistência elétrica
ρ = resistividade
L = comprimento
A = Área
Por isso, é importante frisar que enquanto o corpo concorre para a resistência, o material de que é feito esse corpo concorre para a resistividade.
Um corpo mais comprido tem menos corrente elétrica, ao passo que um corpo menos comprido tem provavelmente mais corrente elétrica.

Resistores

Os resistores são dispositivos eletrônicos que, limitando a intensidade, conseguem resistir à corrente elétrica. Assim, ela pode transformar energia elétrica em energia térmica, fenômeno que recebe o nome de efeito joule.
Assim, os resistores são colocados em aparelhos elétricos com a finalidade de aumentar a resistência elétrica. É o caso dos chuveiros, em que a regulagem para frio e quente nada mais é do que a ativação ou não da resistência.
Se pretendemos água fria os resistores tem de trabalhar para limitar a sua intensidade de calor, ou seja, sua energia térmica.

Corrente Elétrica

Corrente Elétrica


corrente elétrica designa o movimento ordenado de cargas elétricas (partículas eletrizadas chamadas de íons ou elétrons) dentro de um sistema condutor.
Esse sistema apresenta uma diferença de potencial elétrico (ddp) ou tensão elétrica.
A corrente elétrica que transita nos resistores pode transformar energia elétrica em energia térmica (calor), num fenômeno conhecido como Efeito Joule.
A resistência de um fio condutor facilita ou dificulta a passagem da corrente elétrica, sendo calculada através da fórmula da Primeira Lei de Ohm (R=U/I).
Os aparelhos eletrônicos, pilhas e baterias, apresentam o polo negativo e o polo positivo. Isso explica a diferença de potencial (ddp) presente no circuito de cada um deles.
Observe que o sentido da corrente elétrica é caracterizado de duas maneiras. Uma delas é a “corrente elétrica real”, ou seja, aquela que possui o sentido do movimento dos elétrons.
A outra maneira é a “corrente elétrica convencional”, cujo sentido é contrário ao movimento dos elétrons e é marcada pelo movimento das cargas elétricas positivas.
No Sistema Internacional de Unidades (SI), a intensidade da corrente elétrica é medida em Ampère (A), a resistência em Ohm (Ω) e a tensão elétrica (ddp) é medida em Volts (V).

Condutores Elétricos

Os condutores elétricos são materiais que permitem a movimentação dos elétrons, ou seja, a passagem da corrente elétrica. Um material é considerado um condutor elétrico dependendo da (ddp) ao qual ele está submetido.
Os melhores condutores elétricos são os metais, por outro lado, os materiais que dificultam a movimentação dos elétrons são chamados de isolantes. São exemplos madeira, plástico e papel.
Há três tipos de condutores:
  • Sólidos - caracterizado pelo movimento dos elétrons livres;
  • Líquidos - movimento de cargas positivas e negativas;
  • Gasosos - movimento de cátions e ânions.



Tipos de Corrente Elétrica

  • Corrente Contínua (CC): possui sentido e intensidade constantes, ou seja, apresenta diferença de potencial (ddp) contínua, gerada por pilhas e as baterias.
  • Corrente Alternada (CA): possui sentido e intensidade variados, ou seja, apresenta diferença de potencial (ddp) é alternada, gerada pelas usinas.



Tensão Elétrica

A tensão elétrica, também chamada de diferença de potencial (ddp), caracteriza a diferencial do potencial elétrico de dois pontos num condutor. É, portanto, a força decorrente da movimentação dos elétrons em determinado circuito.
No sistema Internacional (SI), a tensão elétrica é medida em Volts (V). Para calcular a tensão elétrica de um (ckt), utiliza-se a expressão:



Onde,
U= Tensão elétrica (V)
= Resistência (Ω)
i= Intensidade da corrente (A)



Intensidade da Corrente Elétrica

A intensidade da corrente elétrica, representada pela letra ‘i’, designa a quantidade de carga elétrica (Q) que atravessa um condutor em determinado intervalo de tempo (Δt).
No sistema internacional sua unidade de medida é o Ampère (A), sendo calculada através da seguinte expressão:
Corrente Elétrica
Onde,
I: intensidade da corrente (A)
Q: carga elétrica (C)
Δt: intervalo de tempo (s)



Energia Elétrica

A energia elétrica é produzida a partir do potencial elétrico de dois pontos de um condutor. Dessa forma, Para calcular a energia elétrica utiliza-se a equação:
Eel = P . ∆t
Onde:
Eel: energia elétrica (kWh)
P: potência (kW)
∆t: variação do tempo (h)

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

TABELA de PREÇOS - Serviços de Eletricista (2019) provisório
 Quando se trata de uma tabela de preços existem alguns pontos que devem ser levados em consideração que ficam muito extensos se apresentados de forma detalhada, porém é importante levar em conta a sua formação e inclui-la no valor cobrado de mão de obra. Sabemos que tanto cursos técnicos como graduação demandam tempo e dinheiro e por este motivo você deve sempre levar em consideração isso. Vela agora alguns preços de serviços de eletricista conforme o IDET - Instituto de Desenvolvimento do Trabalho.

 Obviamente esta é uma tabela elabora à nível nacional e não leva em conta questões regionais como custos de transporte, refeições, estacionamento, gasolina entre outros e por isso deve-se compreender a tabela apenas para consulta técnica:

 CONSERTO:

 De spot comum (só uma lâmpada) R$ 25,00
De spot comum (acima de três lâmpadas) R$ 15,00
De lâmpada fluorescente (só uma lâmpada) R$ 26,00
De lâmpada fluorescente (acima de três lâmpadas) R$ 15,00
 De lâmpada fluorescente calha dupla (só uma calha) R$ 20,00
De lâmpada fluorescente calha dupla (acima de três calhas) R$ 15,00/unid
De lâmpada H-O R$ 50,00
 De chave de bóia superior e inferior À Combinar
De chave de bóia superior e inferior em residência R$ 50,00
 De refletor de jardim R$ 30,00
 De refletor de jardim (acima de três) R$ 25,00
 De refletor de piscina À Combinar
 De refletor de poste com lâmpada a vapor R$ 48,00
 De refletor de poste com lâmpada a vapor (acima de dois) R$ 42,00
 De refletor de poste comum R$ 30,00
De arandela de parede R$ 25,00
 De contator em motor R$ 60,00
 De chuveiro elétrico em Lorenzetti R$ 40,00
 De curto-circuito externo R$ 60,00
 De curto-circuito interno À Combinar
De curto-circuito trifásico em indústria, apartamento e loja À Combinar
 De lustres simples R$ 30,00
De lustres grandes R$ 60,00
 De ventilador de teto no local R$ 60,00

 INSTALAÇÕES:

 De campainha até 20 mts. Interna R$ 50,00 
De trewet R$ 45,00 
De trewet (acima de dois pontos de luz) À Combinar
 De campainha até 20 mts. Externa R$ 40,00
 De tubulação entrada de telefone até 10 mts. R$ 60,00 
De ponto de luz (só um ponto) R$ 35,00
 De ponto de luz com luminária R$ 40,00
 De comando de bóia em residência interno (simples) R$ 70,00
 De ventilador de teto R$ 50,00 
De comando bóia em residência interno (c/ contator) R$ 100,00 
De comando simples externo R$ 50,00
 De comando de bóia em condomínio À Combinar
 De tomada piso força e telefone R$ 40,00 
De chuveiro elétrico com aterramento (casa) R$ 85,00
 De ar condicionado com aterramento R$ 85,00 
De interfone R$ 100,00
 De vídeo porteiro R$ 150,00
 De refletor de poste R$ 50,00
 De refletor de poste (acima de dois) R$ 40,00/unid 
De computador R$ 85,00 De lustre simples R$ 40,00
 De lustre grande À Combinar
 De antena parabólica R$ 90,00
 De antena comum R$ 60,00
 De foto célula R$ 55,00 
De lâmpada minuteria de edifício ou residência À Combinar
 De placa luminosa À Combinar
 De sensor de presença R$ 55,00 
De sirene de bombeiro R$ 60,00
De extensão de telefone À Combinar
 De entrada monofásica com aterramento (quadro de medição) R$ 80,00
 De entrada trifásica com aterramento À Combinar
 De central telefônica À Combinar 
De exaustor R$ 60,00 Elétrica de piscina À Combinar
 De sauna À Combinar
 De fecho elétrico (até 10 metros) R$ 50,00

 COLOCAÇÃO:

 De uma campainha R$ 25,00
 De spot (só uma lâmpada) R$ 25,00 
De interruptor simples R$ 25,00 
De interruptor conjunto com tomada R$ 25,00 
De tomada R$ 27,00
 De interruptor bipolar R$ 27,00
 De motor monofásico (ponto inst.) s/ comando R$ 50,00
De motor trifásico (ponto inst.) s/ comando R$ 55,00
 De chuveiro elétrico R$ 40,00 
De fluorescente (calha simples só 01 lâmpada) R$ 26,00
 De fluorescente (calha com duas lâmpadas) R$ 32,00 
De fluorescente (calha com três lâmpadas) R$ 40,00
 De fluorescente (calha com quatro lâmpadas) R$ 46,00 SUBSTITUIÇÃO 
De chave nofuse (até 100 amperes) R$ 70,00 
De disjuntor R$ 30,00
 De soquete R$ 25,00
 De plug R$ 25,00
 De reator de partida rápida (duas lâmpadas) R$ 30,00
 De disjuntor em quadro energizado R$ 48,00
De luminária em arandela em fachada de prédio À Combinar 

ATERRAMENTO: 

De chuveiro em residências R$ 50,00
 De ar condicionado R$ 48,00
De computador R$ 48,00 
De taxa de orçamento R$ 25,00
Deus seja louvado.
 CF9XN-JH7CA-TW9K

terça-feira, 4 de abril de 2017

Eletricista RJ

Eletricista  

Ligue já!
Sem Compromisso!

Instalação e Manutenção 


(21) 99051-4605  -falar com Antonio Resp.com (crea - rj)

  •  Serviços:
  • Elétrica
  • Refrigeração
  • Manutenção
  • Emergências
  • Reparos
  • Elétrica em geral
  • Deus seja louvado!
  • (21) 9 9258-5684

    quinta-feira, 9 de março de 2017

    Neutro da Concessionária aterrado



    Saiba a Razão de Aterrar o neutro da concessionária no padrão



    Algumas concessionárias de energia elétrica padronizam que o neutro deve ser interligado ao aterramento do padrão, outras não.
    Qual o motivo de se interligar o neutro da concessionária ao aterramento do padrão?
       Ao contrário do que muitos profissionais pensam, por desconhecimento de normas e padrões que regem o Sistema Elétrico de Potência – SEP, a função dessa interligação tem como objetivo principal evitar que corrente elétrica de retorno que circula pelo condutor neutro chegue até a rede de distribuição de energia elétrica, o que ocasionaria sérios problemas na rede de distribuição e até na rede de transmissão, principalmente por harmônicas.
    056 
        Caso houver corrente elétrica de retorno pelo condutor neutro na unidade consumidora, esta será desviada para o eletrodo de aterramento e não chegará à rede de distribuição, protegendo a rede da concessionária de oscilações de tensão e desbalanceamento de cargas.

        Um pensamento errôneo é o de que o neutro é interligado ao aterramento para “garantir” uma eventual falta de neutro por parte da concessionária, devido a mau contato, rompimento do condutor ou no ramal de ligação.
      Em qualquer uma das hipóteses, mesmo com o condutor neutro interligado ao aterramento  do padrão, o condutor neutro da unidade consumidora assume tensão de fase e todos os equipamentos ligados entre fase e neutro – 110V ou 127V – passarão a ser alimentados por tensão de fase fase – 220V e estarão sujeitos a serem danificados por sobretensão.


    images
      Nesta condição, se medirmos a tensão de fase fase no padrão, teremos 220V ou o valor  da tensão de fase fase de trabalho da concessionária local. A tensão de fase A com neutro será 0V e fase B com neutro, 220V, mesmo que essa tensão seja medida no ponto de interligação de neutro-terra.
       O terra NUNCA assumirá o papel de neutro, pois a única função do terra é proteger as pessoas e animais contra choques elétricos devido a correntes de retorno pelo condutor neutro ou condutor de aterramento.
    Vide NR10.
    aterramento
        O condutor neutro é gerado no “center-tap” da bobina secundária do transformador da concessionária e faz parte do Sistema Elétrico de Potência – SEP e nenhum aterramento será capaz de assumir a sua função.

       Conclusão: Se ocorrer a falta de neutro por parte da concessionária de energia elétrica, o 110/127V passa a ser 220V, e todos os equipamentos elétricos que não forem bivolts estarão sujeitos a serem danificados.Em caso de equipamentos danificados por falta de neutro, faça contato com a concessionária local e verifique os procedimentos para indenização. Uma vez que a falha for constatada na rede da concessionária e documentada, o cliente tem direito a indenização pelos danos causados, de acordo com portaria da ANEEL.

    obras e reformas

    OBRAS E REFORMAS RJ

    Ligue já!
    Sem Compromisso!

    electranrj Instalação e Manutenção Elétrica

    CNPJ 23.176097/0001-93
    rua alves camara ,69,LJ1 - tijuca - Rio de janeiro
    CEP 20531-040 - RJ

    (21) 9 9051-4605

  • PINTURAS INTERNAS E EXTERNAS
  • CONSTRUÇÃO RJ | INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS
  • COLOCAÇÃO DE PISOS | REVESTIMENTOS EM GERAL
  • COLOCAÇÃO DE PISOS PORCELANATOS 
  • COLOCAÇÃO DE GRANITOS NO RJ 
  • REBAIXAMENTO DE GESSO EM PRÉDIOS 
  • INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
  • REFORMAS DE APARTAMENTOS RJ
  • REFORMAS DE COZINHA RJ
  • REFORMAS DE RESIDENCIAS RJ
  • CONSTRUÇÃO DE CASAS RJ
  • CONSTRUÇÃO DE ESCADAS RJ
  • EMBOLSAR PAREDES E TETOS RJ
  • SERVIÇOS DE OBRA E PEDREIROS 
  • (21) 9 9051-4605


    quarta-feira, 8 de março de 2017

    Saiba a Razão de Aterrar o Neutro da Concessionária no Padrão

    OBRAS E REFORMAS RJ

    Ligue já!
    Sem Compromisso!

    electranrj Instalação e Manutenção Elétrica

    CNPJ 23.176097/0001-93
    rua alves camara ,69,LJ1 - tijuca - Rio de janeiro
    CEP 20531-040 - RJ

    (21) 9 9051-4605

  • PINTURAS INTERNAS E EXTERNAS
  • CONSTRUÇÃO RJ | INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS
  • COLOCAÇÃO DE PISOS | REVESTIMENTOS EM GERAL
  • COLOCAÇÃO DE PISOS PORCELANATOS 
  • COLOCAÇÃO DE GRANITOS NO RJ 
  • REBAIXAMENTO DE GESSO EM PRÉDIOS 
  • INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
  • REFORMAS DE APARTAMENTOS RJ
  • REFORMAS DE COZINHA RJ
  • REFORMAS DE RESIDENCIAS RJ
  • CONSTRUÇÃO DE CASAS RJ
  • CONSTRUÇÃO DE ESCADAS RJ
  • EMBOLSAR PAREDES E TETOS RJ
  • SERVIÇOS DE OBRA E PEDREIROS 
  • (21) 99051-4605


    FORMULAS : RESISTÊNCIA ELÉTRICAS

    Resistência Elétrica Resistência Elétrica (R ou r) é a capacidade de um condutor se opor e dificultar a passagem da corrente elétri...